O poder e a beleza das orquídeas: 10 dicas de cuidados com o seu orquidário particular

Na semana do Orquidófilo, flores nobres ganham espaço especial em orquidário no Spazio Mateus

Plantas e flores têm o poder de embelezar o ambiente, sendo um detalhe que faz toda a diferença na hora da decoração. Mas elas vão muito além disso: por purificarem o ar, trazem vários benefícios à saúde; e tê-las em casa representa um bom hobby para se desconectar das preocupações do dia a dia. Entre tantas espécies, a paixão nacional é a orquídea. Nesta segunda-feira (22), comemora-se o dia do Orquidófilo, pessoa que se dedica ao cultivo de orquídeas.

Para celebrar a data, o Spazio Mateus, na seção de floricultura, montou um orquidário com diversas orquídeas, como a cattleya (suas flores são maiores que as demais), uma espécie que chega a São Luís pela primeira vez. A promoção vai até a quarta-feira (24) nas lojas do Renascença, Calhau e Cohama. Para quem ama cultivar essas plantas, separamos 10 dicas valiosas para você pôr em prática. Confira!

1- Prefira os vasos de barro aos de plástico

Apesar de serem mais caros, os primeiros têm mais porosidade e drenam melhor a água. Se optar pelos plásticos, fique de olho nas regas para não encharcar demais a planta.

2- Espaço de sobra

Se a base da orquídea estiver a menos de um dedo da boca do vaso, é preciso trocá-la de moradia. Procure deixá-la dois dedos de altura abaixo da boca do vaso.

3- Lado certo

Para acomodá-la no novo vaso, repare de qual lado surgem os novos brotos – esta é a frente da orquídea. A parte posterior deve ser encostada em um dos lados do vaso para firmar o desenvolvimento do exemplar.

4- Nutrição

Para a troca de vaso, acrescente chips de fibra de coco ou musgo à planta. Este último precisa ser lavado com água para tirar o excesso de areia.

5- Esterilização em dia

Antes de cortar a orquídea, esterilize a tesoura (com um maçarico portátil ou no fogão). Deixe esfriar para depois usá-la. Importante: repita a operação antes de mexer com outra orquídea para evitar a transmissão de doenças.

6- Cicatrização com canela

Quando descartar uma folha, passe canela em pó no local do corte. O ingrediente é um cicatrizante natural.

7- Fumo de corda

Manchas na folhagem podem ser amenizadas com fumo de corda. Ferva o fumo em água por uma hora até que vire uma solução concentrada, que deve ser diluída em água. Borrife sobre as folhas repetidas vezes, até que dê resultado.

8- Sabão de coco

Cochonilhas e pulgões podem ser eliminados das folhas com sabão de coco. Use uma escova para esfregar as folhas.

9- Quanto mais luz, melhor

Repare na coloração da folhagem. Se estiver escura, mude a orquídea de local. Quanto mais contato com a luz, mais ela irá florir.

10- Identificação correta

Instale plaquinhas plásticas de identificação em suas orquídeas. Além do nome da espécie, anote o período de sua última floração.