Buscar

Dos temperos das carnes aos acompanhamentos, aprenda dicas infalíveis para deixar todo mundo com água na boca.



Tradição das terras gaúchas, o churrasco é hoje uma das três grandes paixões nacionais, ao lado do futebol e da cervejinha. Contudo, engana-se quem pensa que só a churrasqueira e a brasa são suficientes para garantir um bom churrasco. Raimundo de Jesus, gerente de açougue do Supermercado Mateus da Cohama, afirma que o preparo para um bom churrasco começa pela escolha da carne. “Não são todos os tipos de carnes que combinam com o churrasco. Entre as diversas opções, a picanha, a alcatra e o contrafilé são algumas das mais interessantes e saborosas”, revela. Após a escolha da carne, o segundo passo é identificar o corte que mais valoriza a peça. “O contrafilé pode ser cortado em bifes com cerca de 10 cm de espessura. Já a picanha deve ser assada em peça inteira ou em bifes grossos — ambos com gordura, que não deixa a carne ressecar. No caso da fraldinha, da alcatra e da costela, as peças devem ser assadas inteiras. Lembrando que a costela deve ir ao forno entre quatro e cinco horas antes de ser levada à churrasqueira, para ficar mais macia”, detalha. Para o estudante Andrei Pereira, todos os finais de semanas precisam ser acompanhados por muito churrasco. “Churrasco é a melhor comida, sem dúvidas. Uma picanha mal passada com uma farofa não tem como resista”, reconhece o jovem. Apesar da paixão por carne, Andrei sofre quando chega a hora de temperar a comida. “Eu nunca sei se devo adicionar outros temperos além do sal. Não sou muito bom na cozinha”, confessa. Segundo o gerente especialista no assunto, o sal é o único e melhor tempero para as carnes assadas. “Quando adicionamos outros temperos, o sabor real da carne fica comprometido, perdendo assim o sabor original. Por isso, o sal é o melhor tempero quando o assunto é churrasco”, ensina. Hora de assar A hora de assar é sempre um desafio. Saber se o fogo está no ponto, qual a altura da carne em relação ao fogo são algumas das dúvidas que surgem quando começamos a preparar um churrasco. Por isso para ajudar você, separamos algumas dicas. Confira: - O fogo deve estar estabilizado. Para conter as labaredas, nunca jogue água, porque isso faz com que a churrasqueira perca o calor, comprometendo o ponto da carne. - Com o auxílio de um espeto, espalhe o carvão. Coloque a carne na grelha ou espeto e asse até criar um suco sobre ela. Quando isso acontecer, vire a carne. Quando o suco aparecer também do outro lado, já estará no ponto. - O espeto deve ficar a 40 cm do fogo, para proteger a carne da alta temperatura e evitar que ela resseque. - Calcula-se cerca de 600 g por adulto. Desse total, 150 g podem ser de linguiça, 50 g de frango e o restante de carnes variadas. Crianças com até 7 anos costumam comer, em média, de 150 g a 200 g. Acompanhamentos


Farofa, vinagrete e saladas são ótimos acompanhamentos para um churrasco de domingo em família e devem ser preparados preferencialmente no dia, para garantir o frescor e o sabor. Para um churrasco o que também não pode faltar são as bebidas. Refrigerante, suco ou cerveja bem gelados são ótimas combinações. Sexta da Carne Para garantir preços ainda mais baixos, o Grupo Mateus idealizou a “Sexta da Carne”. É um dia inteiro de promoções especiais no setor de carnes. Na hora de preparar o churrasco, as lojas contam também com as ofertas do “Fim de semana tamanho família”, que oferecem da churrasqueira aos temperos prontos, todos com preços imperdíveis. Para acompanhar o churrasco do fim de semana, o setor de bebidas também dispõem de cervejas de diversas marcas, preços e sabores, sendo classificadas em tradicionais, gourmet e clássicas.                                                                                      Agora que você já conhece os tipos e cortes das carnes, tempero ideal e os acompanhamentos para o seu churrasco, basta aproveitar as promoções e preparar aquele delicioso churrasco com a família e amigos!

© 2020 by Takashi Comunicação